quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Como descobrir quem faz chamada de 'número privado'

1. Entre no site TrapCall (www.trapcall.com) e clique em Sign Up.
2. Obviamente este é um serviço pago. Por isso, assine o plano “Bug Trap” (é o mais barato).
3. Depois disso, quando receber uma ligação de número privado, não atenda (com certeza a pessoa ligará de novo).
4. Quando a ligação for feita de novo, o número aparecerá na tela, e você receberá por SMS o nome e o endereço do dono do celular que foi usado pra realizada a chamada.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

PRÊMIIO. 'Boa Notícia' divulga os ganhadores do Gandhi 2016


Conheça a relação completa dos ganhadores e das matérias premiadas.

CATEGORIAS PROFISSIONAIS

JORNALISMO IMPRESSO: Rômulo Almeida da Costa, Isabel da Silva Costa e Thaís Brito Mendonça, pelo Jornal O Povo, com a série Especial Juventudes.

TELEJORNALISMO: Lyana Maria França da Costa Ribeiro, da TV Jangadeiro, e sua equipe formada por Tiago Lima Melo, Kílvia Muniz Silveira Girão, Maria Elba Batista de Aquino, José Maria de Melo Sousa, com a matéria Para Além das Margens.

RADIOJORNALISMO: Ana Paula Lima de Araújo e Rachel Gomes Braga Monte, da Rádio Universitária. Matéria: Caldeirão: A força da fé.

FOTOJORNALISMO: José Sérgio da Cunha Jr. (Kid Jr), do Diário do Nordeste. Foto/Matéria: Corda Bamba.

PUBLICIDADE & PROPAGANDA: Victor da Rocha Mendonça, da 100 Graus Comunicação e Marketing Ltda., com a equipe formada por Carolina Mapurunga. Campanha: Luta pelo fim da cultura do estupro.

JORNALISMO PARA INTERNET: Jéssica Welma de Assis Gonçalves, do Portal Tribuna do Ceará, com a equipe integrada por Roberta Coelho Tavares Aguiar, Rafael Luís Azevedo, Jéssica Fernanda Leite Moura, Emílio Moreno da Silva Neto, Jackson Douglas Santos da Cruz e Mayara Roberta Rodrigues Albuquerque. Matéria: Viúvas do Trabalho

CATEGORIAS ESTUDANTES

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC): Larissa Nobre de Sousa, da Faculdade 7 de Setembro (FA7), com trabalho intitulado “Rádio Livre: a ressocialização através da comunicação”.

JORNALISMO: Carlos Eduardo Pereira Freitas, da Universidade Federal do Ceará (UFC), com o trabalho Verde Instante. De sua equipe fizeram parte Marcelo Andrey Monteiro de Queiroz, Aline Medeiros Mourão e Larissa Pereira dos Santos.

PUBLICIDADE & PROPAGANDA: Amanda Oliveira Melo Murray, da Universidade de Fortaleza (UFC), com o trabalho “Em qualquer lugar, a qualquer hora”.  A equipe foi composta por Germano Vieira Rocha, Marcella Dália Vieira, Nicácio Ramon Braga Lira e Yan Gurgel Esmeraldo.

PRODUTOR DE CONTEÚDO ON LINE: Paula Ferreira Rodriguez Fernandes e Wellington Miareli Mesquita, da Agência Radioweb – São Paulo/SP. Matéria: Luz na Cracolândia: libertação das drogas

domingo, 30 de outubro de 2016

Time de futebol alemão quer investigar seu passado no nazismo

Bayern de Munique tem a intenção de pedir a um grupo de historiadores para investigar o comportamento da entidade durante o período nazista, para lidar com uma controvérsia surgiu depois de um artigo na revista 'Der Spiegel'. 
Em maio Der Spiegel publicou um artigo que foi baseado no trabalho de um pesquisador para o Bayern de Munique afirmar que, contrariamente às suas afirmações, era perfeitamente acomodados à ditadura nazista na Alemanha entre 1933 e 1945.
Clube notável na época, o Bayern de Munique venceu o seu único campeonato antes da Segunda Guerra Mundial em 1932.
"A visão apresentada pelo Bayern de Munique, no Museu do Futebol afirmando que o clube se manteve a uma distância de Nacional Socialismo (Nazismo) não se sustenta", disse o historiador Spiegel Markwart Herzog, com base nos relatórios das assembleias gerais clube até agora inédito.
"Basicamente, temos de concluir que Bayern não teve uma atitude diferente, comportou-se como a maioria dos clubes alemães do tempo", acrescentou.
O trabalho desta pesquisa foram respondidas. Um especialista no assunto, Dietrich Schulze-Marmeling, autor do livro "FC Bayern e os judeus 'Der Spiegel acusa Herzog e tendo publicado" uma mistura de fatos para um longo tempo e uma boa dose de golpe atrás. "
"Este informações e opiniões devem ser avaliados por cientistas", disse o Bayern de Munique, Der Spiegel citou.
Em seu site o alemão, vencedor de cinco edições do clube Taça da Europa, dedica uma seção para o período nazista e da Segunda Guerra Mundial afirmando: "FC Bayern sofreu por causa de suas raízes judaicas (presidente do clube até 1933, Kurt Landauer, era judeu). o número de membros de equipes e espectadores caiu drasticamente. Durante os 12 anos de ditadura fascista o clube perdeu o seu lugar no topo do futebol alemão e caiu para o lugar 81th na classificação do Reich ".
Os nazistas forçavam a todos os clubes desportivos a descartarem equipamentos e posições de responsabilidade aos judeus.
Segundo a Der Spiegel o clube com mais títulos na Alemanha confiou a tarefa de pesquisar seu passado "a um comitê científico ou um instituto independente".

domingo, 9 de outubro de 2016

As vozes dos silenciados

Aos homens do futuro,
Que herdarão a Terra mãe, 
um alerta do passado
nos vem chamar atenção:
a violência que a guerra
instalou na pátria lituana
não pode ser varrida
das mentes humanas.
Em setembro de 1941,
Na pequena Butrimonys,
os alemães do nazismo
chacinaram os judeus
da cidade a troco de nada.
Dia de horror inesquecível,
ver homens e mulheres
que adotaram aquela pátria
serem exterminados com
grupos de inocentes crianças.
O mundo guardou disso
imagens feitas pelos russos
e uma carta de um judeu,
que antes de ser sacrificado
descreveu à família o quadro
dantesco que testemunhara.
Passados hoje 75 anos
as vozes dos silenciados
pela crueldade nazista
pedem que não se esqueçam
nunca desse passado,
para que o presente
não inspire outras maldades
como as cometidas
na Lituânia de nossa saudade. 

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

JORNAIS. Furacão Matthew no Cariri foi assunto de O Povo


Um cochilo da redação de O Povo redundou num erro geográfico sem tamanho. A matéria relacionada ao furacão Matthew que os californianos estão enfrentando hoje, acabou bombando nos comentários do Facebook, diante da citação do jornal cearense de que ele "deixou cenário de destruição no Cariri". Na verdade, a matéria fazia referência ao Caribe mas, provavelmente, um corretor digital tenha trocado os nomes das duas regiões. Com isso, tivemos comentários os mais incríveis. 

O internauta Paulo Webster Costa mostrou seu espanto: "Minha nooooossa... Não sabia que tinham entregue nosso Cariri par os EUA". 

A advogada Laciana Lacerda botou mais gás no fogo: "Sobral deve estar com muita raiva num momento como esse". 

José Irvando Oliveira Vaz aproveitou para mexer com a equipe de meteorologia da Fundação Cearense de Meteorologia: "Deve ter sido a Funceme que previu"

Tales Pinheiro considerou um "ato falho freudiano de quem escreveu". 

Fernando Neme aproveitou para ser politicamente incorreto: "Pobre estagiário! Demitido de novo..."

A cantora Aparecida Silvino suspeitou: "Jesus Cristo... o corretor deles é digital, né?"

O músico e humorista do "Só de H" Ricardo Diamante pensou em ligar para parentes lá no Cariri, mas frustou-se: "Vala... o celular da titia não atende". 

Mas ninguém foi tão cearense quanto o produtor e músico Mrcílio Mendonça. Ele simplesmente recorreu ao mesmo espanto de todo romeiro: "Valha-me meu Padim" 

domingo, 3 de julho de 2016

POESIA. Para os que ficam

Escritos Meus
para os que ficam depois que eu tiver ido
de Nonato Albuquerque

O corpo que agora baixa à essa sepultura 
Não sou eu - diria o morto se fosse ouvido.
É apenas o invólucro temporário que a essa altura 
Estende-se ao chão e da vida é agradecido.

A alma que eu sou e mostra desenvoltura,
Permanece de pé, com todo seu sentido.
Eu permaneço ativo, vivo ainda a aventura
Que a vida me propôs e a tenho defendido.


Ah! crença vã dos que pensam dessa maneira
Que ao último suspiro, a vida entrega os pontos!
Como gostaria eu de provar a todos quantos



assim mourejam na Terra essa fé sem eira, 
Que somos eternos e ambientamos contos
Que em outros planos se renovam em cantos 

A LUZ DO MUNDO

alfarrábios meus

a luz do mundo
nonato albuquerque


Nos ensolarados caminhos de Jericó,

um homem havia

que deixava na areia luminosos rastros

como se fossem setas, a indicar a direção da grande energia.

De sua voz maravilhosa, dardos luminescentes

jorravam.

E percorriam o ar como se flamejantes flechas

buscassem orientar, também, o real sentido das estrelas.


O seu olhar trespassava os objetos, as coisas

e as pessoas;

e fundia-se no azul de outra celestial virtude

como a buscar sintonizar valores dos mais altos páramos.

Nos dias de folga - se é que eles haviam - esse homem

descansava

movimentando as águas mornas que do Jordão corriam

para outras águas ainda mais distantes e cristalinas.

Das redes que os discipulos arremessavam,
cardumes
de piscosas energias agitavam os pescadores
E os conduziam de volta à companhia de suas amantíssimas mulheres.

O mundo por ali, se concentrava e o romano poder
se definia
para historiar o mais belo de todos os cânticos

e que amanhece hoje em dia grafado em vivas páginas de luz.

POESIA. PELE DE CORDEIRO, ALMA DE LOBO


A canção de Natal dos meninos sem dentes na frente





Esta canção foi escrita em 1944 por Donald Yetter Gardner ( 1913-2004 ), enquanto ensinava música em escolas públicas de Smithtown, New York. 

Ele pediu a sua segunda turma o que eles queriam para o Natal, e notou que quase todos os alunos tiveram pelo menos um dente da frente faltando como eles responderam. 

Gardner escreveu a canção em 30 minutos. A canção foi originalmente gravada por Spike Jones & His City Slickers em 6 de Dezembro de 1947, com o vocal principal por George Rock e foi lançado em uma gravação de 78 RPM.

ESCRITOS MEUS. O patrão e o empregado


Mão estendida para o contato, com o tato;
armada mão, conversação sem conversão
de um lado o labor que labuta por seu trato
do outro lado o lado poder do patrão

mão estendida de quem não vê desacato
no ato simples de quem faz negociação;
mas do outro lado sempre há um "staccatto"
que impede o lado bom de crescer com a nação

vejo isso no dia-a-dia dos nossos bancários
dos operários, dos humildes sem patrões
que lutam pela vida sua e a de familiares

pra melhorar se for possível seus salários
e acreditar que não haverá mais senões:
já que a mão do outro esconde outros ares.... 

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Um profeta desconhecido: Stormberger

Matthias Stormberger, pastor de animais em Rabenstein, Alemanha, tinha algumas visões notáveis ​​do futuro em 1830.


Profecias:

"Barras de ferro serão construídos e monstros de ferro vai latir através do deserto."
"Carros sem cavalos e eixo virá.".
"E o homem vai voar pelo ar como pássaros."

"A fé católica vai quase desaparecer completamente, a religiosidade será muito mal respeitada, eles não vão ganhar nenhum respeito devido à sua maneira de viver."

"Não haverá muitos bons cristãos entre as pessoas; os mandamentos de Deus não são respeitados pela aristocracia, bem como pelo menor trabalhador".

"Um (povo) não vai pensar a maior injustiça de ser um pecado. Quando a fé desaparece também o amor do próximo vai perder-se completamente. Um (povo) não vai estimar a justiça, muitas vezes, ao pobre que não será dado certo e ele será menos respeitado do que um cão ".

"Após este um mal surgirá que tem de lamentar, não haverá ordem entre as pessoas."

"Quando nos arredores da floresta a estrada de ferro for concluída e o cavalo de ferro for visto, uma guerra começará, para durar o dobro de dois anos. Ela seria travada com fortalezas de ferro que se movem sem cavalos."

"Dois ou três décadas após a primeira guerra virá uma Segunda Guerra ainda maior. Quase todas as nações do mundo estarão envolvidas. Milhões de homens morrerão, sem serem soldados. O fogo cairá do céu e diversos cidades serão destruídos. "

"E depois do fim da Segunda Grande Guerra, uma terceira conflagração universal virá, de modo que ela vai determinar tudo."

"Haverá armas totalmente novas. Em um dia, mais homens morrerão do que em todas as guerras anteriores. As batalhas serão realizadas com armas artificiais."

"Catástrofes gigantescas vão acontecer. Com os olhos abertos, as nações do planeta vao passar por estas catástrofes. Elas não vão saber o que está acontecendo, e aqueles que sabem e dizer, será silenciada."

"Tudo vai ser diferente de antes e muitos lugares da Terra será um grande cemitério. A terceira guerra será o fim de muitas nações."

"Vocês, meus filhos, não vão experimentar o maior prejuízo; nem vós, meus netos, também não vão experimentá-lo, mas a terceira geração facilmente irá experimentá-lo."

"Durante a noite terá lugar - em um pub em Zwiesel (a cidade alemã conhecida pela fabricação de vidro) muitas pessoas vão estar juntos, e fora os soldados vai andar sobre a ponte As pessoas vão correr para fora da floresta Aqueles que esconder.. -se no Fuchsenriegel ou no Falkenstein (um castelo de pedra) permanecem poupado. Quem sobrevive deve ter um título de ferro.

"As pessoas ficarão doentes, e ninguém pode ajudá-los..."

"No entanto, vai continuar, e o que se segue então, é o fim do mundo. Céu e terra queimarão,  porque é o momento em que tudo chega ao fim. E desta vez vai ser, quando a caça selvagem com rugidos de fogo e enxofre todo o país ".
..............